in , ,

ANVISA PROIBIU: Cerveja amada pelos brasileiros foi barrada após confirmação de contaminação

Anvisa barrou cerveja amada após comprovação de contaminação

A ANVISA é encarregada de estabelecer normas, regras e fornecer apoio para todas as atividades no Brasil. Esta promove a proteção da saúde de todos por meio do controle sanitário da produção e do uso de produtos. Além de serviços sujeitos à fiscalização sanitária. Vale lembrar que, o órgão sempre entra em cena com o intuito de garantir que produtos de qualidade sejam disponibilizados aos consumidores finais. Por falar nisso, a agência bateu o martelo e determinou a proibição da venda por risco à saúde de uma marca de cerveja.

Quando uma empresa falha com as regras impostas, o produto é rapidamente tirado das prateleiras. Como foi o caso de uma cerveja muito querida dos consumidores. Estamos falando da vez que a Anvisa barrou todas as cervejas produzidas pela Backer, que tem sede em Minas Gerais.

Em janeiro de 2020, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) anunciava a interdição de cervejas da famosa marca mineira Backer, cuja data de validade fosse igual ou posterior a agosto de 2020. Porém, a decisão se deu após análises apontarem contaminação em algumas cervejas. No portal da Anvisa, a instituição expôs mais detalhes que foram divulgados pelo G1.

Marca de cerveja Backer (Foto: Reprodução, Site da Backer)
Marca de cerveja Backer (Foto: Reprodução, Site da Backer)

“A decisão da Agência veio após uma nova divulgação de análises feitas pelo Ministério da Agricultura, que comprovou a contaminação pelas substâncias monoetilenoglicol e dietilenoglicol em 21 lotes de oito marcas diferentes de cerveja da empresa”, informou a Anvisa no dia 17 de janeiro de 2020.

Além disso, segundo a reportagem do portal, substâncias proibidas foram encontradas na cerveja Belorizontina, que era vendida como Capixaba no Espírito Santo. Como resultado, Dez mortes por intoxicação após o consumo da cerveja foram confirmadas, e outras milhares de pessoas ficaram internadas na ocasião.

Como está a empresa hoje?

Segundo o G1, a responsável pela marca Backer, a Cervejaria Três Lobos Ltda, havia sido liberada para produzir novamente suas cervejas. Por fim, a decisão foi informada pela empresa em abril de 2022.

Anvisa proíbe cerveja Backer (Foto: Reprodução, Site da Backer)
Anvisa proíbe cerveja Backer (Foto: Reprodução, Site da Backer)

No site oficial da empresa, é possível notar todos os produtos disponíveis e ela está operando normalmente. No entanto, agora atendendo as normas da Anvisa afim de levar qualidade para a mesa dos consumidores.

Contudo, um mês depois ao anúncio da volta da Backer, o Ministério da Justiça decidiu multar a cervejaria mineira em quase R$ 12 milhões pela contaminação de lotes que matou dez pessoas e deixou ao menos 14 com sequelas, no final de 2019. Além disso, a notificação foi publicada no dia 27 de maio daquele ano, no Diário Oficial da União.

The post ANVISA PROIBIU: Cerveja amada pelos brasileiros foi barrada após confirmação de contaminação appeared first on TV Foco.

INACREDITÁVEL e vai acontecer: Neymar é tirado de Al-Hilal e TIME vai contratar CRAQUE brasileiro para o lugar

“Fragmentos de vidro”: Âncora para jornal na Globo e confirma proibição de bebida AMADA determinada pela ANVISA