in , ,

Pedido de falência de credores e fechamento em massa: 3 varejistas vivem o mesmo terror das Casas Bahia em 2023

Casas Bahia não pediu falência nem fechamento, mas viveu problemas que 4 outras grande estão vivendo

3 empresas gigantes de varejo estão passando por dificuldades extremas de se manterem ativas, perto de falência, dívidas e demissões, algo semelhante ao que passa a Casas Bahia.

Mas, Calma, a Casas Bahia não está falindo, apenas passando por um novo processo de adaptação ao mercado, o que culmina em algumas mudanças.

Segundo informações do G1, em agosto desse ano, a Via, dona das marcas Casas Bahia e Ponto (antigo Ponto Frio), anunciou um novo plano de negóciosque inclui o fechamento de até 100 lojas ainda em 2023 e a demissão de 6 mil funcionários.

A companhia espera ter uma redução de até R$ 1 bilhão em estoques neste ano e pretende adotar mudanças na forma de captação de recursos para financiar o crediário (uma forma de pagamento oferecida aos clientes).

Segundo o presidente da Via, Renato Horta Franklin, a empresa já começou a reduzir o número de lojas. O plano é fechar entre 50 e 100 unidades.

A MARISA VAI FECHAR?

Uma das maiores empresas varejistas, grande concorrente das Casas Bahia, a Marisa, também tem passado por dificuldades.

Segundo o InvestNews, em maio, credores da Marisa entraram na Justiça pedindo a falência da varejista devido a dívidas que totalizam R$ 882,7 mil, segundo publicações. Repercutindo notícias veiculadas na mídia sobre as solicitações, a ação da Marisa caiu 5,71%, a R$ 0,66.

Em resposta a um pedido de esclarecimento feito pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) sobre notícia de um pedido de falência feito pela Plasutil, a Marisa informou que “ainda não foi citada no processo de falência aludido no Ofício”.

“Adicionalmente, a companhia esclarece que, de acordo com suas pesquisas públicas, o referido processo de falência tem um valor de R$173.501,42 e que a companhia apresentará sua defesa tão logo tenha sido citada”, disse a varejista em comunicado ao mercado.

A Tok&Stok faliu?

Segundo informações da Folha de São Paulo, a rede de lojas de móveis e itens de decoração Tok&Stok, rival das Casas Bahia,  está fechando unidades em diversos estados, a maioria delas em shoppings.

Nos últimos meses, lojas em Fortaleza (CE), Vila Velha (ES), Rio de Janeiro (RJ) e Campinas (SP) entraram em liquidação com descontos de até 50%, segundo relatos de clientes. Em perfis em redes sociais, consumidores relataram espera de até duas horas para entrar nas lojas.

A empresa foi e disse que não vai se pronunciar. A Tok&Stok não informou quantas unidades já foram ou serão encerradas e se os funcionários dessas lojas foram dispensados.

O que aconteceu com a Polishop?

De acordo com informações do site Pequenas Empresas e Grandes Negócios, a Polishop, rival das Casas Bahia, fechou mais de metade de todas as suas lojas físicas desde janeiro, resultado do que a própria empresa definiu como “processo de reestruturação” que é “parte de um plano estratégico da empresa após a pandemia”. Com isso, das 280 unidades abertas no início desse ano, apenas 122 seguem em funcionamento.

A empresa justifica que a “reestruturação do negócio foi necessária para lidar com o momento atual do varejo e que prepara expansão por meio de franquias nos próximos meses”.

The post Pedido de falência de credores e fechamento em massa: 3 varejistas vivem o mesmo terror das Casas Bahia em 2023 appeared first on TV Foco.

Tentativa de assassinato, surra e ataque de fúria: Pancadaria toma conta da reta final de Terra e Paixão

De luto, Globo é paralisada com notícia da morte famoso e JN confirma ao vivo: “Um dos mais prestigiados”